"O educador nunca estará definitivamente pronto, formado, pois que sua maturação se faz no dia a dia na meditação teórica sobre a prática." (Lukesi)

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Promovendo a socialização do educando


Socializar é introduzir o indivíduo na vida social, já que nós vivemos num mundo socializado. A escola precisa ensinar os alunos a viverem juntos, trabalharem juntos, a conviverem, enfim, a serem amigos um dos outros.

• Existem vários processos que o professor podem utilizar para promover a socialização do educando:

• Participação ativa na escola e na sala de aula.

• Convivência fora da aula (no corredor na rua e no receio).

• Desenvolvimento do espírito de equipe (trabalho para serem feitos em grupos).

• Utilização de métodos de ensino socializantes (centros de interesses, método de projeto, etc.).

• Contando histórias onde o companheirismo é ressaltado. Exemplo: Os três mosqueteiros.

• Grupos de recreação: escotismo, acampamentos.

• Formação de coral, grupos de jogral.

• Comemorações de aniversários em sala de aula. É conveniente marcar um dia no final do mês e fazer as comemorações de todos.

• Jogos didáticos. Exemplos: competições no quadro negro, dominó de letras, loto, cruzadinhas, telefone sem fio etc.

• Números de conjunto nas festas juninas, danças no final do ano etc.

• Jornal de classe (circulante) onde cada aluno colabora trazendo notícias, poesias charadas, desenhos, músicas etc.

• Jornal mural na parede da classe com vários artigos e sugestões trazidas pelos alunos.

• Excursões, passeios pelos arredores da escola, em fábricas de produtos interessantes, teatros, museus, sempre com fins didáticos.

• Instituições escolares com funcionamento do centro cívico, biblioteca, horta, etc.

• Comissão de relações públicas. Grupos de alunos selecionados que promoverão relações entre a escola e as instituições da comunidade. Exemplo: grupos de alunos que irão falar com o prefeito, com o guarda de trânsito etc.

• Comissão interna de alunos para promover festa, encontros culturais etc.

• Participação na vida da comunidade.

Fonte: ZÓBOLI, Graziela. Práticas de Ensino Subsídios para atividades docente, Editora Ática, 2002.

Nenhum comentário:

Postar um comentário