"O educador nunca estará definitivamente pronto, formado, pois que sua maturação se faz no dia a dia na meditação teórica sobre a prática." (Lukesi)

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Avaliação escolar


Segundo Luckesi, a avaliação é uma apreciação qualitativa sobre dados relevantes do processo de ensino e aprendizagem  que auxilia o professor a tomar decisões sobre seu trabalho. Os resultados de aprendizagem medidos na avaliação podem indicar quais os  objetivos foram alcançados e quais os pontos que precisam de mais atenção.  Através dos instrumentos da avaliação como provas, exercícios,  tarefas e observações, etc., permite ao professor uma tomada de decisão para o que deve ser feita em seguida.
Avaliação escolar é definida como um componente do processo de ensino que visa através da  
verificação e qualificação dos resultados obtidos relacionando-os esses resultados como os objetivos propostos no planejamento das ações desenvolvidas durante todo processo. Desse modo orientando a tomada de decisões em relação as propostas de atividades seguintes.
Nos diversos momentos do processo de ensino, são tarefas de avaliação:

Verificação: coleta de dados sobre o aproveitamento dos alunos através de provas, execícios e tarefas ou de meios auxiliares, como observação de desempenho, entrevistas e etc.
Qualificação: comprovação dos resultados em relação objetivos e, conforme o caso atribuição de notas e conceitos.
Apreciação qualitativa: avaliação propriamente dita dos resultados, referindo-os a padrões de desempenho esperado.

Avaliação escolar cumpre pelo menos três funções: pedagógico-didática, de diagnóstico e de controle.

A função pedagógica-didática se refere ao papel da avaliação no cumprimento dos objetivos gerais e específicos da educação escolar. Cumprindo sua função didática avaliação contribui para assimilação e fixação, pois a correção dos erros possibilita o aprimoramento e o aprofundamento dos conhecimentos e habilidades, consolidação dos conhecimentos adquiridos.

A função diagnóstica permite identificar progressos e dificuldades dos alunos e atuação do professor que por sua vez determinará mudanças no processo educativo. A avaliação diagnóstica deve ser feito no início no meio e no final de cada unidade didática.

A função de controle se refere aos meios e as frequências das verificações da qualificação dos resultados escolares as quais o professor no decorrer das aulas, através de uma variedades de atividades irá observar como alunos estão conduzindo a assimilação dos conhecimentos e habilidades.

 Fonte: Libâneo, José Carlos. Didática – São Paulo: Cortez, 1994 – (Coleção magistério. 2º grau. Série formação do professor)   

Nenhum comentário:

Postar um comentário