"O educador nunca estará definitivamente pronto, formado, pois que sua maturação se faz no dia a dia na meditação teórica sobre a prática." (Lukesi)

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Projeto de Pesquisa Cientifica em Ensino Médio Curso de Formação de Professores



GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
COLÉGIO ESTADUAL ALCINDO GUANABARA
CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES

PROJETO DE PESQUISA 

TEMA DA PESQUISA 

O ALUNO DE INCLUSÃO E O DESPREPARO DA ESCOLA NA TAREFA DE ENSINA
PROFESSORA RESPONSÁVEL: CLÁUDIA DE QUEIROZ CORRÊA
                          REALIZAÇÃO DO PROJETO: TURMA 3003 CN



RJ MAIO /2015

  SUMÁRIO


1- INTRODUÇÃO.........................................................................3

2- OBJETIVOS.............................................................................4

3- JUSTIFICATIVA.......................................................................5

4- REVISÃO TEÓRICA................................................................6

5- METODOLOGIA......................................................................8

6- CRONOGRAMA.......................................................................9

7- BIBLIOGRAFIA.......................................................................10

1-INTRODUÇÃO              

Neste Projeto de Pesquisa abordaremos o Tema "O aluno de inclusão e o despreparo da escola em sua tarefa de ensinar." O foco da pesquisa será a buscar respostas paro o grande desafio da escola em ensinar as crianças com deficiência na rede pública de ensino. E terá como base o problema de pesquisa elaborado pela turma 3003 CN: Por que a escola pública não está, ainda, preparada para ensinar o aluno da Educação Especial?

A educação inclusiva é um direito que deve ser respeitado por todos os sistemas educacionais, e isto significa que todos, sem distinção têm o direito de estudar numa escola que seja realmente inclusiva. Incluir não se restringe apenas em matricular o aluno com necessidades especiais no ensino regular, mas sim dá oportunidades iguais para todos aprenderem. O problema de pesquisa originou-se das observações feitas no campo de estágio, onde vimos uma grande dificuldade dos professores em ensinar os alunos de inclusão e nos fez refletir sobre o despreparo da escola pública em relação ao aluno da educação especial. Em observações no estágio do segundo ano de formação de professores em 2014 nos deparamos com professores que se encontram despreparados e desmotivados para desempenhar sua função de ensinar.

 2- OBJETIVOS 
               
Este projeto de pesquisa tem por objetivos gerais: analisar os problemas estruturais e pedagógicos da escola em relação ao aluno de inclusão. Avaliar as condições de ensino/aprendizado dos alunos da educação especial.

Os objetivos específicos são: Identificar os problemas apresentados pela escola em relação ao ensino dos alunos de inclusão. Levantar questões sobre o despreparo da escola apresentando possíveis soluções.


3- JUSTIFICATIVA               

A pesquisa do tema: O aluno de inclusão e o despreparo da escola em sua tarefa e ensinar se justifica por se tratar de uma realidade muito presente, hoje, o despreparo das escolas em receber os alunos de inclusão.  A maioria das escolas não possuem recursos suficientes nem matérias didáticos/ pedagógicos para aprendizagem desses alunos inclusos, além de professores sem preparo algum para lidar com eles.
A pesquisa nos ajudará a buscar respostas para esse problema a fim de tentar solucioná-lo.  A pesquisa desse tema proporcionará respostas mais amplas para que possamos refletir sobre o tema a luz da legislação que ampara o direito do aluno com necessidades educacionais especiais de serem incluídos e terem a oportunidade de aprender como qualquer pessoa.



4- REVISÃO TEÓRICA

A inclusão de crianças com deficiência tem sido um dos maiores problemas nas escolas hoje em dia. Isso acontece também pela insegurança dos pais em matricular seus filhos e também a pela falta de capacidade estrutural e pedagógica que a escola tem para receber esse aluno com deficiência.
A deficiência é um fato que está presente no cotidiano das pessoas, cada dia que passa o número de pessoas com deficiência que estão ingressando nas escolas, ensino superior e mercado de trabalho, está aumentando. Mas para que isso ocorra de forma mais acessível para estes, é necessário que se tenha um ensino que supra as necessidades individuais de cada ser, levando em conta a sua dificuldade.
Segundo a Declaração de Salamanca ”o princípio fundamental das escolas inclusivas consiste em que todos os alunos devam aprender juntos, sempre que possível, independentemente das dificuldades e das diferenças que apresentem (UNESCO, apud Oliveira, 2005)”.
A escola ainda não está oferecendo totalmente um ensino de qualidade para este tipo de aluno, é necessário professores experientes que saibam atender a esse público da melhor forma possível.
Na Lei de Diretrizes e Bases Brasileira 9394/96 art. 58 § 1º diz que “haverá quando necessário serviço de apoio especializado, na escola regular, para atender às peculiaridades da clientela de educação especial”.
São necessários mais recursos para tratar de forma adequada esses alunos, pois cada um tem o seu tempo para aprender e quanto mais estímulos eles receberem, melhores rendimentos terão dentro das salas de aula.
O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) também garante o direito à igualdade de condições para o acesso e a permanência na escola, sendo o Ensino Fundamental obrigatório e gratuito (também aos que não tiveram acesso na idade própria); o respeito dos educadores; e atendimento educacional especializado, preferencialmente na rede regular.
Inclusão vai muito além de estar em uma sala de aula, para que a ela ocorra é preciso que haja modificações profundas e importantes no sistema de ensino. Essas mudanças devem ser planejadas para garantir uma educação de ótima qualidade, deve haver os esforços de todos, possibilitando que a escola possa ser vista como um ambiente de construção de conhecimento, isso exige a mudança da postura do professor favorecendo o processo de inclusão da forma mais natural possível.
A inclusão ainda é um desafio para lidar na sociedade, principalmente dentro da escola, onde existem barreiras que segregam os alunos especiais das escolas regulares. A estrutura da escola não está totalmente preparada, o governo não age de acordo com a lei, o preconceito ainda é predominante e a falta de conhecimento dos seus familiares, que não podem lutar por direitos que nem mesmo eles conhecem, os prejudicam. É necessária uma divulgação desses direitos. O currículo das escolas, definitivamente, não atendem as especificidades e necessidades dos alunos públicos alvo da educação especial. A divulgação de informação em massa é necessária para uma conscientização geral. Profissionais da educação são preparados na teoria e não na prática e ainda falta recursos e na maioria das vezes, por exemplo, a ausência de profissionais especializados como interpretes para lidar com surdos ou de um recurso como o braile para cegos. A inclusão apenas acontece no papel, dentro das leis, a realidade é o inverso, o despreparo dos profissionais da educação segue o descaso do poder público.

        
 5- METODOLOGIA

As metodologias a serem utilizadas nesta pesquisa serão a revisão bibliográfica que abordam o tema da pesquisa: O aluno de inclusão e o despreparo da escola em sua tarefa de ensinar. Serão utilizados como fontes de pesquisa: livros, sites e revistas onde buscaremos fundamentar a pesquisa   através de leituras analíticas sobre o tema. Na pesquisa descritiva serão coletados dados através dos seguintes instrumentos:  entrevistas e roteiros de observação no campo de estágio.                 

6- CRONOGRAMA  

MES/ETAPAS
Janeiro
Fevereiro
Abril
 Maio 
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro 
Escolha do tema


X








Levantamento bibliográfico


X
X







Elaboração do anteprojeto



X
X






Apresentação do projeto





X





Coleta de dados





X
X




Análise dos dados





X
X
X



Organização do roteiro/partes







X



Redação do trabalho







X
X


Revisão e redação final








X


Entrega do trabalho









X

Apresentação  do trabalho









X



A pesquisa relacionada a este projeto está em: Pesquisa Científica em Ensino Médio Curso de Formação de Professores
7-BIBLIOGRAFIA
BRASIL. Lei nº 9394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. LDB: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: Sub-secretaria de Edições Técnicas, 1997. 48 p.

Cavalcante, M. As leis sobre diversidade. Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br/formacao/leis-diversidade-424523.shtml Acesso em 28 de abril de 2015.

Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA ) Lei Federal  Nº 8069/1990 Disponível em:


Nenhum comentário:

Postar um comentário