"O educador nunca estará definitivamente pronto, formado, pois que sua maturação se faz no dia a dia na meditação teórica sobre a prática." (Lukesi)

segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Plano de aula dia da árvore meio ambiente de acordo com a BNCC


https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/

Campos de experiências: 
Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações

Habilidade da Base Nacional Comum Curricular 
(EI03ET03) Identificar e selecionar fontes de informações, para responder a questões sobre a natureza, seus fenômenos, sua conservação.


Objetivos de Aprendizagem:
Ouvir atentamente a história contada.
Dramatizar a história utilizado os recursos de palitoches. 
Identificar fatos relacionados a preservação do meio ambiente.
Relacionar as ações humanas na degradação do meio ambiente.
Identificar paisagem natural e modificada pelo homem.

Educação Infantil:  Crianças Pequenas  (4  e 5 anos)   

Tempo estimado: 6 aulas 

Contação de histórias "O dia em que duas menininhas  salvaram uma Arvore". A história aqui!


A história conta sobre duas menininhas que amavam a natureza e gostavam de brincar perto de uma linda árvore  que ficava num parque. Certo dia, apareceu um homem querendo derrubar a árvore e as duas menininhas foram em defesa da pobre árvore.  A história completa aqui

Atividade 1
Faça a contação história utilizando o recurso de palitoches. Imprima as figuras, cole no palito de picolé e está pronto para contar essa história de amor de duas meninas pela natureza. Em um segundo momento, deixe também que os pequenos contem a história do seu jeito, manipulando os palitoches. Organize para que todos possam contar a história. Bom trabalho! 




Na roda de conversa, pergunte sobre história enfatizando sobre como a natureza está sendo ameaçada todos os dias e, é o nosso dever preservar as florestas. Quando o ser humano faz intervenção no ambiente natural, gera uma série de problemas ambientais. A medida que  acabamos com as florestas, colocamos a vida dos animais em risco e também do próprio ser humano. Uma das primeiras atuações mundiais sobre o meio ambiente foi a criação do dia da árvore no 21 de setembro em 1872 nos Estados Unidos. A partir desse dia foi instituído o dia mundial da Árvore, com intuito de preservar o meio ambiente e também motivar o plantio de árvores. 

Atividade 2
Mostre as crianças as imagens naturais de florestas intocadas pelo homem, e também imagens de desmatamento. Leve os alunos a perguntarem sobre essas imagens. E juntos  fazerem uma reflexão sobre o que pode acontecer quando não houver mais árvores no planeta. O desmatamento pode acabar com as espécies vegetais e animais do planeta Terra. 

Atividade 3
Crie junto com os alunos uma árvore no mural da sala com a folha abaixo. Faça cópias para que cada aluno tenha sua própria folha. Peça aos alunos que pintem suas folhas e coloque o seu nome nela. A seguir o professor colará as folhas com os nomes na árvore. O mural poderá ter um nome sugestivo como: Todos pela preservação do meio ambiente! 


Atividade 4 
Assim como as meninas da história que demostraram um grande amor pela natureza, peça aos alunos, que também, demostrem seu amor amor pela natureza, desenhando uma árvore sem folhas. No lugar das folhas, peça para que as crianças escrevam palavras de afeto (mensagem) ou desenhem algo que expressem seu amor pela natureza (exemplo corações) . Use canetinha verde ou tinta guache para este processo. Faça uma exposição das árvores do afeto no dia ou na semana da árvore.


Patati Patatá - A Árvore



Atividade 5 
Musical do dia da árvore, com a música”A árvore – Patati Patatá
“Pegue uma sementinha
E faça um buraquinho no jardim
Pegue um regador com água
E molhe a sementinha assim, chuá, chuáTodo dia, de manhã
Vá lá no jardim para ver
Uma plantinha bonita e verdinha
Vai começar a nascer
Rega, rega
Prá sua plantinha, uma árvore ser
Rega, rega
E o nosso planeta proteger
Árvore também tem vida
E ajuda a gente a viver
Ela dá flores e frutas gostosas
É só colher e comer, nhám, nhám
Regue sempre sua árvore
Prá ela ser forte e cada vez maior
Árvore acaba com a poluição
E a gente respira melhor”
Cantiga popular:
“Meu limão, meu limoeiro
Meu pé de jacarandá
Uma vez, tindolelê
Outra vez, tindolalá”
A ÁRVORE – Raul Aroeira Serrano
“Criança, a árvore merece
A nossa estima sincera
Dá frutos doces no outono
E flores na primavera.
Nunca maltrates uma árvore
A quem tudo nós devemos
Desde a madeira da porta
Ao lápis com que escrevemos.
Na sombra da árvore amiga
Pensa bem no teu destino
Pois dela foi feito
O teu berço pequenino.”

Materiais: 
Video Patati Patatá - A Árvore, folhas para desenhar, palitoches, folha atividade (folha árvore). 

Avaliação:
Observação e registro quanto à  participação, interesse e realização das atividades durante a aula.

Fonte de pesquisa
http://mineiapacheco.com.br/2011/04/o-dia-em-que-duas-menininhas-salvaram.html

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Plano de aula texturas e sensações de acordo com a BNCC para Educação Infantil

https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/

Campos de experiências 
Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações

Habilidade da Base Nacional Comum Curricular 
(EI03ET01) Estabelecer relações de comparação entre objetos, observando suas propriedades.

Direitos de Aprendizagem e Desenvolvimento: Explorar 

Objetivos de Aprendizagem
Explorar diferentes materiais, observando suas texturas.
Comparar diferentes materiais, explorando sensações táteis e visuais.

Tempo estimado: 5 aulas

Atividade 1
Manipulação de materiais diversos
Apresentar diversos materiais ( de textura lisa, macia, áspera) para a turma, deixando que as crianças manipulem esses materiais. Faça perguntas sobre suas texturas e deixem que explorem através das sensações  táteis e visuais estes materiais.

Atividade 2
Caixa das sensações 
Em outro momento coloque os objetos dentro da caixa das sensações para que as crianças possam sentir suas texturas e dizer se o material tem textura lisa, macia ou áspera). 



Atividade 3
Trabalhando com areia colorida
O professor irá trazer para sala de aula areia colorida de diversas cores. Corte quadros de papelão 20 cm por 20 cm, passe cola no papelão e peça aos alunos que colem a areia nos quadros de papelões. Faça um quadrado de cada cor. Deixe secar. No dia seguinte já pode usar.



Atividade 4
Trabalhando com novelos de lã
Leve para sala novelos de lã de diversas cores  para que as crianças possam manipular e sentir sua textura. Logo após, proponha uma atividade de colagem com lã. Corte quadros de papelão 20 cm por 20 cm, deixe as crianças criarem com a lá uma imagem abstrata. Oriente as crianças cobrirem a maior parte da superfície do quadro. O objetivo é deixar a superfície do quadro coberto pela lã. Deixe secar. No outro dia já pode usar.



Atividade 5
Explorando as diferentes texturas 
Para representar a textura lisa o professor poderá cortar quadros de EVA 20 cm por 20 cm (diversas cores)  e colar no papelão. Feito isso, o professor irá expor os quadros de (areia colorida, o de lã e de EVA)  com as diversas cores e texturas de forma que fiquem misturados em grande mural onde os alunos poderão manipular observando as texturas e as cores. O professor fará perguntas sobre as texturas para orientar a exploração dos pequenos. Este trabalho será feito com um aluno de cada vez para que a experiência seja bem aproveitada por cada um. 



Materiais: 
Areia colorida, lã, EVA, caixa de papelão, cola, materiais de diversos formatos e texturas para caixa de sensações. 

Avaliação:
Observação e registro quanto à  participação, interesse e realização das atividades durante a aula.

Fonte de Consulta:
http://wwwaartedeensinarcom.blogspot.com/2011/09/orgaos-dos-sentidos.html?m=1

domingo, 25 de agosto de 2019

Plano de aula partes da planta e suas funções de acordo com a BNCC

https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/

Plano de aula/Ciências 2º Ano/ Vida e Evolução

Habilidades da Base Nacional Comum Curricular
(EF02CI06) Identificar as principais partes de uma planta (raiz, caule, folhas, flores e frutos) e a função desempenhada por cada uma delas, e analisar as relações entre as plantas, o ambiente e os demais seres vivos.

Objeto(s) do conhecimento
Seres vivos no ambiente
Plantas

Objetivos de aprendizagem:
Identificar as partes de uma planta (raiz, caule, folhas, flores e frutos) associando suas funções. 

Tempo estimado: 6 aulas 

Orientações: Apresente as partes da planta de forma geral e posteriormente trabalhe cada parte de forma a apresentar os detalhes de cada uma e suas funções na planta.


Atividade 1
Apresentar as partes de uma planta a partir de modelos, associando com plantas que os alunos veem em seu dia dia. Se proximidades da escola tiver plantas ou árvores leve os alunos para observarem e converse sobre suas partes,  perguntando sobre suas funções. Se não houver possibilidade, leve para sala fotos de plantas de verdade para que as crianças tenham uma experiência mais natural.  Pergunte as crianças sobre as partes que compõem as plantas em geral. Se já observaram essas partes nas plantas e se sabem as funções de cada uma delas. É importante, entretanto, lembrar, que nem todas as plantas apresentam essa mesma  estrutura. 


https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/

Partes das plantas e suas funções:

Folhas, responsáveis pela alimentação, respiração e transpiração das plantas;

Atividade 2
Experimento: A Transpiração das Plantas
Esse é um experimento que pode ser feito a qualquer momento. O objetivo é demonstrar o processo de transpiração em uma planta.
Para realizá-lo, você vai precisar de:
Vaso, uma planta viva, cheia de galhos e folhas.Saco plástico grande, incolor e sem furos. barbante, fita adesiva.
Para começar, coloque alguns galhos da planta dentro do saco plástico e amarre com um barbante. Em seguida, coloque o vaso em um local onde possa receber luz do sol, como próximo a uma janela. Após alguns minutos, observe o interior do saco.
Depois de cerca de 15 minutos, será possível notar a presença de gotículas de água na superfície interna do saco plástico. Isso ocorre por conta do fenômeno da transpiração foliar, em que a planta elimina vapor d’água através de estruturas chamadas estômatos, responsáveis pelas trocas gasosas.
Nas plantas, a quantidade de folha e a dimensão da superfície foliar é que vão determinar uma maior ou menor taxa de transpiração. Isso é essencial para a sobrevivência e nutrição das plantas, uma vez que é pela transpiração que substâncias importantes, como sais minerais e aminoácidos, serão transportados da raiz até a folha, em uma espécie de força de sucção. Fonte da atividade aqui!


Atividade 3
Frutos, responsáveis por proteger as sementes;
Leve para sala de aula frutos diversos para explicar sobre como eles protegem as sementes e maioria deles servem com alimentação. Parta os frutos ao meio para revelar as sementes. Explicando que as sementes são responsáveis pelo nascimento de novas plantas. Mostre para a turma que é, na semente  que acontece a germinação. A germinação é o processo de crescimento de uma planta a partir da semente, que se encontra em estado de latência até que encontre condições ambientais adequadas para germinar. Dentre os principais fatores que afetam a germinação, podemos citar a temperatura, a disponibilidade de água, oxigênio e luz.  Com ajuda do vídeo abaixo, o professor poderá mostrar para os alunos como acontece o nascimento de uma nova planta. 


Vídeo: Germinação e desenvolvimento das plantas 


                                                                                                                                   


Atividade 4
Leve para sala flores de diversas espécies para mostrar suas partes internas. Explique que as flores são responsáveis pela formação do fruto e da semente. Contribui para a produção de sementes do vegetal. Desta maneira, novas plantas são capazes de surgirem e crescerem. As flores são consideradas o órgão reprodutor da planta. A polinização é o ato de reprodução das plantas que consiste na transferência do pólen da parte masculina da flor para a parte feminina. 


https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/
Atividade 5
Caule, responsável por sustentar a planta, além de levar sais minerais e água, por meio da raiz, para as outras partes da planta. Raiz: responsável pela retirada de água e sais minerais do solo para a planta, e pela sustentação dela. 
Faça a experiencia abaixo para mostrar como funciona o transporte da água e sais minerais pelo resto planta.                                                                                                    Experimento:
Esse é uma experiência simples de fazer e que faz sucesso entre os alunos. A ideia é demonstrar a condução de água nos vasos das plantas. Esse processo vai desde a absorção de água pelas raízes até sua distribuição por toda a planta, chegando até flores e folhas. 
Colorindo Flores
Esse é uma experiência simples de fazer e que faz sucesso entre os alunos. A ideia é demonstrar a condução de água nos vasos das plantas. Esse processo vai desde a absorção de água pelas raízes até sua distribuição por toda a planta, chegando até flores e folhas.
Você vai precisar de:
Flores brancas, água,2 copos, tesoura, estilete, 2 colheres, corante de alimentos de duas diferentes cores; azul e vermelho.
Para começar, coloque água até a metade dos copos. Adicione cerca de 30 gotas do corante azul em um copo e do vermelho em outro. Misture. Em seguida, escolha uma flor e corte o caule em um ponto que permita que ela seja colocada no copo sem que derrube a água. Depois, com o estilete, divida a parte final do caule em duas partes iguais. Coloque a flor na água com corante, de modo que metade do caule fique dentro do copo vermelho e a outra metade fique fora dele. É só aguardar. Para resultados ainda mais impressionantes, coloque cada parte do caule em copos com corantes diferentes.
Dependendo do dia, os resultados começam a aparecer em cerca de 10 minutos. Você vai perceber que as pétalas da flor branca vão começar a se colorir de acordo com a cor da água pela qual são irrigadas. O resultado é muito bonito e, depois de algumas horas, as folhas também ficam coloridas.  Fonte da atividade aqui!

Vale lembrar que nem todas as plantas possuem sistema condutor. As que são dotadas de vasos pertencem ao grupo das traqueófitas. Ao longo da sua evolução, essas plantas desenvolveram tecidos especializados na condução de água e seiva, que transportam os nutrientes necessários para todas as partes da planta.


Nesse experimento, folhas e flores ficam coloridos por conta de dois fenômenos relacionados a esses vasos: a capilaridade e transpiração. O primeiro permite que os líquidos subam naturalmente através dos vasos das plantas. Porém, isso não é o suficiente para que água chegue até as partes mais altas das árvores, por exemplo. É aí que entra a transpiração, que cria uma espécie de sucção, que leva os nutrientes até as folhas e flores.

Atividade 6 
Seminário
Proponha  aos alunos que façam um desenho de uma planta completa com caule, raiz, folhas, flores e frutos, escrevendo suas partes. O desenho será compartilhado com os amigos numa apresentação em que os alunos explicarão as funções de cada parte desenhada. O professor deverá instruir os alunos que estudem sobre o tema para apresentar com maior propriedade o assunto.  
https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/

Materiais:   
Para fazer o experimento:flores brancas, água,2 copos, tesoura, estilete, 2 colheres, corante de alimentos de duas diferentes cores; azul e vermelho.Vaso, uma planta viva, cheia de galhos e folhas.Saco plástico grande, incolor e sem furos. barbante, fita adesiva.   
Avaliação:
Observação e registro quanto à  participação, interesse e realização das atividades durante a aula.

Fonte de consulta: 

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Plano de aula medidas de comprimento, capacidade e massa para educação infantil de acordo com a BNCC

https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com

Campo de Experiências da BNCC

Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações

Base Nacional Comum Curricular
(EI03ET04) Registrar observações, manipulações e medidas, usando múltiplas linguagens (desenho, registro por números ou escrita espontânea), em diferentes suportes.

Objetivos de conhecimento:
Registrar e comparar medidas de comprimento, capacidade e  massa através de observações e medições feitas utilizando instrumentos convencionais ou não. 

Ano de escolaridade: Educação Infantil 4 e 5 anos ( crianças pequenas) 

Tempo estimado: 5 aulas

Desde muito pequenas, as crianças começam a estabelecer relações entre elas e os objetos que observam e manipulam (está longe, está perto, é mais baixo, mais alto, mais leve, mais pesado…). Muitos desconhecem que estes são também conceitos matemáticos, e que a matemática vai além do sistema numérico. 

Na educação infantil, podemos explorar unidades de medida convencionais (metro, quilo) e não convencionais, tomando uma unidade escolhida pelo grupo, como por exemplo um passo, o tamanho de um pé, ou mesmo um determinado objeto (ex.: Quantas carteiras cabem nessa parede?). Para saber mais sobre o assunto

Atividade 1
Apresentação dos instrumentos de medidas
Na roda de conversa, apresentar para as crianças os objetos que utilizamos para medir o tamanho das coisas. O professor poderá levar para sala de aula régua, fita métrica, e outros que sirvam para medir o comprimento. Deixe que as crianças explorem os objetos e façam perguntas sobre os mesmos. Deixem que os alunos ampliem, aprofundem e construam novos sentidos para seus conhecimentos. Explique para a criança que 10 milímetros = 1 centímetro; que 100 centímetros = 1 metro; e 1.000 metros = 1 quilômetro. 
Atividade 2
Medindo os tamanhos das coisas
Proponha as crianças que  observem os objetos dentro da sala de aula. Junto com as crianças o professor  utilizará a régua ou a fita métrica para medir alguns objetos dentro da sala. O professor poderá usar como referência o barbante, todas vez que medir cortará o barbante do tamanho do objeto medido. Depois é só colar em uma cartolina um ao lado do outro, escrevendo o nome do objeto que foi medido  para as comparações dos alunos.  O professor fará anotações relacionando com as perguntas que serão feitas para as crianças. Qual o objeto menor? Qual o maior? Entre os objetos que foi medido tem objetos do mesmo tamanho? Quais?  

Atividade 3
Medindo os tamanhos (altura)  das crianças
O professor deverá reunir o grupo de alunos e abrir uma discussão sobre as diferenças e semelhanças entre os corpos das crianças (cor de cabelo, cor dos olhos, tipo de cabelo, os diferentes tamanhos das crianças, etc.) Sugeri para as crianças registrarem o tamanho de cada uma delas. Explique que assim como fazemos com os objetos, anteriormente, também mediremos nossos tamanhos. 
O professor deve medir uma criança de ada vez com a fita métrica e anotar os centímetros de cada criança e também utilizar o barbante como referência para análise posterior. O professor cortará o barbante da altura da criança para fixar em um painel feito com cartolina. E  em seguida escrever os nomes de cada criança em cima do barbante que corresponde a altura da criança. Quando esta tarefa estiver pronta, o professor perguntará sobre o experimento.  Qual a criança menor? Qual a maior? Entre os colegas, quem tem o mesmo tamanho? Ou tamanho aproximado.

Atividade 4

Usando maior menor, curto e comprido, grande pequeno para medir e comparar as partes do corpo. Medir com ajuda da fita métrica os pés uns dos outros, fazendo anotações em uma tabela ou quadro a medida e os nomes dos alunos. Também poderá repetir o mesmo procedimento para outras partes do corpo. Para tanto, poderá usar como referência o barbante para analise dos alunos. Depois, peça aos alunos que façam comparações, usando os termos maior menor, curto e comprido, grande pequeno.   


Atividade 5
Medidas de peso -  trabalhando com receitas 
Explique para as crianças que usamos as unidades de medidas o tempo todo em nosso dia a dia. Para comprarmos frios, carnes, farinha, arroz, feijão no supermercado, utilizamos a unidade de medida o quilo grama. São usadas as balanças manual ou digital para aferir o peso das coisas que compramos no supermercado. Encontramos essas unidades de medidas descritas nas embalagens das pratilheiras do supermercado em pacotes de biscoito, chocolate e outras embalagens.  

Orientações: Separe os ingredientes que serão usados e os utensílios para o preparo. Certifique que o espaço é suficiente para todos alunos. Se houver necessidade, peça o auxílio de outro adulto para ajudar a organizar as crianças enquanto o professor utiliza o fogão para o cozimento.

1 Distribuir pela mesa os alunos para que todos tenham a melhor visualização e possam participar.

2 Apresentar cada ingrediente, explicando os diferentes modos das unidades de medida, citando a quantidade dos ingredientes como: litro, colher, xícara e etc.

3 Com a participação dos alunos, começar o preparo com alunos sempre explorando a importância destes conhecimentos para sua vida cotidiana.

4 Apos o cozimento, esperar esfriar e dividir entre as poções de modo que todos possam enrolar a sua porção e colocar na forma possibilitando a participação de todos.

Receita do brigadeiro

INGREDIENTES
1 lata de leite condensado
½ medida de lata de leite
1 colher (sopa) de manteiga
3 colheres (sopa) de chocolate em pó
2 xícaras (chá) de chocolate granulado
MODO DE PREPARO
Você vai precisar de 30 forminhas de brigadeiro
Com um pincel, unte um prato com um pouco de manteiga. Reserve. 
Separe as forminhas umas das outras com cuidado e disponha numa travessa pequena. Reserve. 
Numa panela, misture o leite e o chocolate em pó. Leve ao fogo baixo e mexa bem, até dissolver o chocolate. 
Junte o leite condensado, a manteiga e, quando ferver, calcule 15 minutos cozinhando, sem parar de mexer, ou até aparecer o fundo da panela. Retire a panela do fogo e transfira o brigadeiro para o prato untado. Deixe esfriar. 
Numa tigela, coloque o chocolate granulado e deixe ao lado do prato com a massa de brigadeiro. 
Espalhe um pouco de manteiga na palma das mãos e, com a ajuda de 1 colher de chá, faça bolinhas de 2,5 cm. Passe as bolinhas pela tigela com o chocolate granulado, envolvendo cada uma muito bem. Em seguida, coloque as bolinhas nas forminhas. Sirva a seguir.

Materiais: 
Fita métrica, régua, balança, ingredientes para fazer o brigadeiro, cartolina, barbante.  
    
Avaliação:
Observação e registro quanto à  participação, interesse e realização das atividades durante a aula.

Fonte de consulta: 

sábado, 17 de agosto de 2019

Plano de aula reconhecendo as letras do próprio nome de acordo com a BNCC

https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/

Tema da aula: 
Reconhecendo o Alfabeto - Trabalho com nomes próprios

Campo de experiências da BNCC
Escuta, fala, pensamento e imaginação

Habilidade da Base Nacional Comum Curricular
(EI03EF09) Levantar hipóteses em relação à linguagem escrita, realizando registros de palavras e textos, por meio de escrita espontânea.

Público Alvo: 
Educação Infantil 4 e 5 anos (adaptar as atividades para cada faixa) 

Tempo estimado: 5 aulas

Objetivos de Aprendizagem:
Identificar as letras do alfabeto, associando aos nomes de personagens de desenhos animados.
Reconhecer a letra inicial do nome e dos nomes dos colegas de classe. 

Reconhecer as letras do próprio nome.
Escrever o próprio nome por meio de modelo. 

Escrever os nomes dos familiares com auxílio do professor.

Orientações:
As atividades com os nomes próprios devem ser sequenciadas para possibilitar as aprendizagens da grafia do próprio nome e de nomes de pessoas próximas. A criança vai identificar as letras do alfabeto associando aos nomes de pessoas do seu convívio. Uma proposta significativa de alfabetização, é aquela que visa formar leitores e escritores pró ativos. 

MÚSICA DO ALFABETO COM PERSONAGENS DESENHOS INFANTIS 

Para assistir no youtube:  https://www.youtube.com/watch?v=VgUAWAX5dcI

Atividade 1 
Apos assistirem ao vídeo da música do alfabeto, o professor escreverá na lousa ou em um cartaz o nome da cada aluno da turma. E perguntará o nome da letra inicial de cada aluno e pedirá ao alunos que façam associações com os nomes dos personagens vistos no vídeo. O professor mostrará como fazer o traçado de cada letra inicial dos nomes dos alunos na lousa. Cada aluno escreverá a letra do seu nome usando modelos (nome na chamadinha ou crachá) associando ao personagem que aparece no vídeo. Explique para turma que as letras do alfabeto são usadas para escrever os nomes de tudo o que vemos, inclusive os nomes das pessoas. Em seguida peça aos alunos que mostrem as letras que escreveram e perguntem qual personagem que viram no vídeo que tem a mesma letra de seu nome. 
Resultado de imagem para frozen pngResultado de imagem para fiona png
Atividade 2
O professor escreverá os nomes dos alunos nos retângulos letra por letra, depois cortará os retângulos com as letras do nome de cada aluno. Peça aos alunos que montem seus nomes a partir de modelos (crachá, ou nome na chamadinha) para as turmas que estão aprendo o nome. Peça as crianças que mostrem a primeira letra do seu nome: pergunte o nome da letra. Pergunte também, a cada criança, quem mais na turma tem o nome que começa com esse letra? Essa letra se repete em seu nome? O professor poderá imprimir as cartelas para escrever os nomes dos alunos da turma e colar no papel cartão para ficar mais resistente, e poderá assim, utilizar esse recurso mais vezes. 
https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/
https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/


Atividade 3 
Diga aos alunos que irão fazer uma brincadeira de faz de conta de que estão se conhecendo agora e que vão fazer perguntas sobre seus nomes um para o outro. O professor deverá direcionar as perguntas que serão feitas. Faça crachás para turma (se a turma não tiver), e peça aos alunos para representar um diálogo, cada um usando o seu crachá. Oi meu nome é... Qual o seu nome?  Meu nome começa com a letra... E o seu? Meu nome tem (números de letras). E o seu nome? O personagem de desenho que tem mesma letra do meu nome e... Qual o personagem de desenho tem a primeira letra do seu  nome?


Atividade 4

Peça aos alunos que escreveram os seus nomes a partir de modelos (crachá ou nome da chamadinha). Depois, os alunos recortarão de jornais e revistas as letras que formam seu nome. 
https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/



Atividade 5

Para ampliar o conceito das letras aprendidas, peça aos alunos que desenhem sua família e escreva os nomes ou as letras iniciais de cada nome dos membros de sua família. 
  


Materiais:
Folha de atividade, jornais e revistas para recorte, crachás com os nomes dos alunos da turma, folha branca para desenhar, lápis de cor, lápis preto.

Avaliação: 
Observação e registro quanto à  participação, interesse realização das atividades durante a aula.