"O educador nunca estará definitivamente pronto, formado, pois que sua maturação se faz no dia a dia na meditação teórica sobre a prática." (Lukesi)

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Plano de aula: como falar de bullying na escola de acordo com a BNCC

https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/
Tema: Bullying

Campo de experiência da BNCC: 
O eu, o outro e o nós

Habilidade da Base Nacional Comum Curricular:
(EI03EO01) Demonstrar empatia pelos outros, percebendo que as pessoas têm diferentes sentimentos, necessidades e maneiras de pensar e agir.

Público Alvo: 
Educação Infantil 4 e 5 anos. Também pode ser trabalho com Ensino Fundamental I (adaptar as atividades de acordo com a faixa etária).

Tempo estimado: 6 aulas 

Objetivos de aprendizagem:
Reconhecer a prática do bullying como atitudes negativas que pode ferir as pessoas.  
Demonstrar empatia pelos colegas de classe através de atitudes positivas.   
Identificar as ações que podem caracterizar a prática do bullying.   

Como falar de bullying na escola?
Uma professora jogou uma maçã no chão e depois pediu que os alunos xingassem a maçã. Ela mostrou a maçã para os alunos e comparou com uma outra maçã que parecia ser igual, mas havia recebido elogios. Quando ela abriu as duas maças, seus alunos tiveram uma surpresa.
Isso também acontece com quem ouve palavras feias. As vezes a pessoa que fala não percebe que feriu, mas quem foi ofendido fica ferido por dentro.
Quer saber como falar de bullying para crianças da educação infantil ou ensino fundamental? Quer saber o que é bullying? Está com dificuldades de conversar sobre preconceito na escola? Assista essa contação de história e mostre para seus alunos. É um ensinamento muito bacana sobre Bullying na escola de educação infantil ou ensino fundamental.

É uma ideia interessante para trabalhar o preconceito em sala de aula, afinal as vezes é difícil lidar com bullying na escola. Marina Bastos

A professora britânica Rosie Dutton encontrou uma criativa e bem eficaz maneira de se falar com as crianças sobre os efeitos do bullying
Ela só precisou de duas maçãs.Para saber mais sobre esta história

A dinâmica da maçã pode ser usada com a Educação Infantil e Ensino Fundamental 


Incentivo Inicial: 

Vídeo Vermelhinha ou Vermelhona - Como falar de Bullying na escola?


Após assistir ao vídeo faça perguntas para crianças sobre a história observando as duas atitudes que viram. Mostre a elas que as maças da história representam o coração das pessoas, e quando maltratamos alguém usando palavras que ofendem, o coração fica machucado  e quando usamos palavras de elogio o coração fica feliz! Deixe que elas percebam  que existem atitudes e palavras que entristecem os corações das pessoas e que as atitudes positivas que alegram os corações das pessoas. O professor perguntará aos alunos o que são palavras de elogios e também perguntará o que não são. Pergunte, também, quais atitudes machucam os corações das pessoas. 
Atividade 1

Dinâmica: Dizendo palavras de elogio

Objetivos: Facilitar o entrosamento, despertar a cordialidade, usar a prática do elogio, dizendo uma qualidade sobre o colega.
Material:  Fichas ou crachás com os nomes das crianças participantes e uma caixa para colocar os crachás
Tempo aproximado: 15 minutos
Como fazer:
Colocar todos os crachás em uma caixa;
As crianças sentam na roda e a professora fica com um apito;
A caixa vai passando e quando ouvir o apito, o aluno abre a caixa e pega uma ficha/crachá e diz alguma qualidade do colega escolhido pelo nome para os outros adivinharem quem é.
(Adaptado) Para saber mais!

https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/
Atividade 2
Árvore do elogio 
O professor construirá uma árvore do elogio e colocará envelopes (um por aluno) pendurados nela . O professor fará sorteio do nome do aluno que começará a brincadeira tirando um envelope da árvore. O aluno lerá o elogio que está dentro dele, ( se forem alunos da educação infantil o professor poderá ler para ele). E o aluno dirá para quem ele indicará aquele elogio, assim o aluno que foi indicado deverá indicar outro colega até terminar a brincadeira. (Adaptado) Para saber mais! 
https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/



Atividade 3
Recebendo elogios 
Objetivos:  Demonstrar sentimentos através de palavras de elogios.
Tempo aproximado: 15 minutos
Material uma folha, caneta hidrocor e um pedaço de fita crepe para cada participante
Como fazer: Cada criança cola uma folha nas costas com fita crepe e fica com uma caneta nas mãos ao som da música andam pelo espaço
Quando a música parar, escrever uma palavra de elogio/qualidade nas costas de um colega que estiver mais próximo. Depois de algumas vezes, o professor para a brincadeira e pede que os alunos retirem o papel das costas e leiam o que os colegas escreveram sobre ele. Faça um mural juntos com os alunos para compartilhar o trabalho com as outras turmas da escola. (Adaptado) Para saber mais!
https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/


Atividade 4
Música para cantar e dançar! Faça um musical com sua turma para apresentar a comunidade escolar. Música com ritmo dançante, fácil de aprender, as crianças vão amar! 

Música Cristina Mel - Bullying, Sai Pra Lá




Bullying, Sai Pra lá

Meu cabelo, meu nariz, minha orelha e barrigão
Apelidos que machucam eu não quero ouvir não
O meu pé, meu corpicho, minha boca ou dentão
Apelidos que machucam eu não quero ouvir não
Deus me ama
Eu me amo, bullying sai pra lá
Bullying sai pra lá!

O preconceito está nos olhos daquele que me vê
Respeito é bom e eu gosto vou avisando a você
Cada um tem seu jeitinho todo lindo de ser
Somos todos exclusivos feitos a imagem de Deus

Deus me ama
Eu me amo, bullying sai pra lá
Bullying sai pra lá!
Como amar ao próximo
Se eu não me amo

Eu me aceito como sou
Eu sou lindo do meu jeito
Eu sou lindo do meu jeito!

Deus me ama
Eu me amo, bullying sai pra lá
Bullying sai pra lá!

https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/
Materiais:
Vídeo Vídeo Vermelhinha ou Vermelhona - Como falar de Bullying na escola? Vídeo Bullying, Sai Pra lá.

Avaliação: 
Observação e registro quanto à  participação, interesse e realização das atividades durante a aula.

Fonte de consulta:

Nenhum comentário:

Postar um comentário