"O educador nunca estará definitivamente pronto, formado, pois que sua maturação se faz no dia a dia na meditação teórica sobre a prática." (Lukesi)

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Plano de aula reconto de histórias de acordo com a BNCC

https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/

Campo de experiências da BNCC
Escuta, fala, pensamento e imaginação

Habilidade da Base Nacional Comum Curricular
(EI03EF04) Recontar histórias ouvidas e planejar coletivamente roteiros de vídeos e de encenações, definindo os contextos, os personagens, a estrutura da história.

Educação Infantil: l 4 e 5 anos (adaptar as atividades para cada faixa etária)

Observação:

Este plano também pode ser trabalhado com o Ensino Fundamental (séries iniciais). Componente curricular: Língua Portuguesa - Práticas de linguagem - Oralidade - Contagem de histórias. 


Habilidade da Base Nacional Comum Curricular

(EF15LP19) Recontar oralmente, com e sem apoio de imagem, textos literários lidos pelo professor.



Ensino Fundamental: 1ª e 2ª anos (adaptar as atividades para cada faixa etária)


Tempo estimado: 8 aulas

Objetivos de Aprendizagem:
Ouvir a história contada atentamente.
Interpretar a história contada oralmente.
Discutir e planejar o reconto da história de forma coletiva a partir de modelos.
Observar e construir cenário com ajuda do professor. 

Atividade 1
Sabemos que as crianças já tem um repertório de histórias conhecidas por elas. Para essa atividade use uma historia que a turma tenha familiaridade. E antes de contar a história mais uma vez, o professor, explicará para as crianças que elas precisam ouvir com a máxima atenção a história contada, pois farão um reconto da mesma. O professor dirá às crianças que recontarão a história usando a técnica de dramatização e para isso devem criar um roteiro e organizar coletivamente.  
https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/
  
Observação 
A história (fábula) apresentada neste plano é apenas uma sugestão, o professor poderá propor aos alunos que escolham uma outra história para ser recontada por eles.  

O que é fábula?
A fábula é uma narrativa em prosa ou poema épico breve de caráter moralizante, protagonizado por animais, plantas ou até objetos inanimados. Contém geralmente uma parte narrativa e uma breve conclusão moralizadora, onde os animais se tornam exemplos para o ser humano, sugerindo uma verdade ou reflexão de ordem moral. Para saber mais sobre o assunto!

O coelho e a cabra
https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/


Um belo dia, o coelhinho saiu para colher cenouras, e acabou deixando a porta de sua casa aberta. Ao voltar, ele percebeu que a casa estava fechada, então pensou:
-Quem está aí dentro?

O coelho bateu à porta e, apareceu uma cabra dizendo:

- Saia da minha casa! Eu sou a cabra Cabrez, te dou um salto e te parto em três.

O coelhinho saiu correndo, viu um boi, pediu:

- Seu boi uma cabra invadiu minha casa, ainda disse que me dá um salto e me parte em três. Ajude-me, seu boi.

O boi teve medo, e disse para o coelho que estava muito ocupado.

O coelho viu o cachorro dormindo, e disse:

- Acorda pra latir.

Respondeu o cachorro:
- Au, au!!!
O coelho pediu:
- Seu cachorro, pode me ajudar? A cabra Cabrez invadiu minha casa e ela disse que me dava um salto e me partia em três.
O cachorro estava com muito sono e preferiu voltar a dormir.
Cada vez mais triste e sem saber a quem pedir ajuda, lá continuou o Coelhinho Branco pela estrada fora. Mas, de repente! Lembrou-se do Amigo Galo e correu a toda a velocidade para lhe falar. Ao vê-lo o Galo perguntou-lhe:
- Porque vens com tanta pressa, Coelhinho?
E o nosso Amigo Coelhinho teve que repetir a sua história…
- Já pedi ajuda ao Cão e à Vaca que julgava tão valentes, mas ambos, tiveram medo.
Podes ajudar-me, Amigo Galo? Respondeu o Galo:
- Cocoró, cocorócoco... Também eu tenho medo! Desculpa, coelhinho, mas estou com muita pressa! Cocoró, cocorócoco
Assim, o animalzinho se desesperou e começou a chorar, quando veio uma abelhinha bem pequena e disse:
_ Por que está chorando, coelhinho?

Ele respondeu:

_ Por que a cabra Cabrez invadiu minha casa, e ela disse que me dá um salto e me parte em três.

A abelhinha foi até a casa do coelho e bateu à porta. A cabra já queria saltar em cima da abelha, mas a abelha deu uma ferroada tão forte na cabra, que ela correu e nunca mais se ouviu falar na cabra Cabrez.



MORAL: Tamanho não é documento.


Atividade 2
O professor irá complementar a ação anterior exibindo o vídeo abaixo chamando a atenção das crianças para a história que está sendo encenada. Pergunte às crianças quem são os personagens e as características deles. Pergunte, também, sobre as ações de cada um dentro da história, os comportamentos de cada um diante do problema do coelho. Convide aos alunos a  imitar os personagens da história já preparando para o próximo passo do trabalho.   

Era Uma Vez - O Coelhinho Branco (Xuxa No Mundo da Imaginação)

Atividade 3 
Planejando o roteiro
Separe as falas dos personagens de acordo com preferências dos alunos. Explique para crianças que uma história tem começo, meio e fim, e que para representa-la é preciso fazer arranjo das falas e a presença de um narrador, também, é importante para apoiar as falas dos personagens e também da sentido a história. Para os alunos que não sabem ler ainda, o ensaio das falas deve ser feito com ajuda do professor, também, poderão  levar  o texto  do seu personagem para ser ensaiado em casa com ajuda da família. Faça fichas em papel cartão para facilitar o manuseio dos textos pelos alunos. Inclua todos os alunos na encenação, se a turma for grande faça duas apresentações ou mais para incluir todos.  


Atividade 4  
Criando o cenário 
Pergunte às crianças sobre o cenário que viram no vídeo, sobre a casinha do cachorro, sobre a toca do coelho,  sobre as arvores, sobre as pedras, enfim, tudo compõe o cenário. Deixem que eles discutam a importância do cenário na composição das cenas. Para construir o cenário o professor pode usar materiais disponíveis na própria escola como TNT, cartolina, EVA e também materiais recicláveis como caixa de papelão, etc. As crianças devem fazer parte da construção de todo o cenário ou parte dele. 

https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/
  
Atividade 5 
Separando as fantasias  e adereços
As fantasias ou máscaras dos personagens são partes importantes para dar vida a história e também atrair as crianças para atividade que será proposta. Com apenas recursos simples, como uma máscara ou pintura de rosto pode-se tornar a atividade muito estimulante e atraente  para os pequenos. 

https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/

Atividade 6
Hora da apresentação
A apresentação do teatrinho é o ápice de todo o trabalho e deve ser um dia especial marcado por expectativas. As crianças devem ser estimuladas a fazerem a apresentação para as outras turmas da escola e também para as suas famílias. O professor pode filmar os alunos dramatizando a história para que eles se vejam atuando. Logo depois, o professor usará o registro na roda de conversa para que os alunos compartilhem suas experiencias e aprendizado com os colegas de classe.     

https://escoladossonhosclaudia.blogspot.com/

Avaliação: 

A avaliação acontecerá de forma contínua iniciada nas perguntas orais diagnósticas no início das aulas. Posteriormente, a atenção dos alunos na escuta da história contada, interesse pela confecção e apresentação do reconto teatral. Reflexão sobre os trabalhos realizados e o aprendizado da turma com a experiencia vivenciada. 

Materiais: 
TNT, cartolina, EVA e também materiais recicláveis como caixa de papelão,etc., Video, livro com a história ou material impresso com história, fichas com as falas dos personagens. 

Fontes de Consulta:

Nenhum comentário:

Postar um comentário