"O educador nunca estará definitivamente pronto, formado, pois que sua maturação se faz no dia a dia na meditação teórica sobre a prática." (Lukesi)

domingo, 16 de agosto de 2009

O Ciclo Docente

O ciclo docente compreende o conjunto de atividades exercidas pelo professor e possui três fases:
1ª fase: o planejamento de ensino
Plano é um roteiro, é tudo aquilo que pretendemos realizar e os meios para fazê-lo.
Planejamento é atividade mental de organizar, concatenar, ou seja, ligar o plano a uma realidade que queira desenvolver na sala de aula. É o ato de traçar o plano, é a programação dos trabalhos escolares, usando posterior ação docente, de maneira a atingir os objetivos que anteriormente foram propostos.
Há três tipos de planejamento:
1-Planejamento de curso: é um planejamento mais amplo, abordando os temas de um curso (bimestral, semestral ou anual), incluindo os objetivos, estratégias e avaliação de cada tema.
2- Planejamento de unidade: é um planejamento parcial, referindo-se a um único tema, incluindo também conteúdo, estratégias e avaliação de cada tema.
3- Planejamento de aula: é um plano detalhado, referente ao que se pretende tratar numa aula.
2º Fase: orientação ou execução da aprendizagem
Aqui o professor executa aquilo que planejou. Todas as atividades tem como finalidade orientar o aluno alcançar os objetivos que foram propostos. Está fase exigem grande habilidade por parte do professor, pois ele deve exercer sua função de liderança.
Nesta fase o professor se utiliza dos seguintes processos:
a) Incentivação: Aqui ele utiliza recursos, técnicas e métodos próprios para motivar os alunos, ou melhor dizendo, para desperta interesse e prende-lhes atenção no tema proposto.
b) Apresentação do assunto: O professor apresenta uma visão geral do assunto que deverá ser estudado. Às vezes, os professores dispensam esta etapa, outras vezes ela é utilizada como uma aula plataforma.
c) Direção das atividades: O professor orienta os alunos com ou elementos do assunto, cirando situações e promovendo a oportunidade de os alunos “redescobrirem”.
d) Sistematização: O professor procura utilizar que possam globalizar, de forma ordenada, aquilo que foi trabalhado de forma analítica e parcial.
e) Retenção: O professor promove oportunidade de o aluno utilizar a experiência adquirida em situações generalizadas ou diferentes.
3ª Fase: controle ou avaliação
Esta fase consiste na supervisão constante do processo de aprendizagem para que seja eficazmente conduzida, isto é, que os alunos aprendam o que o professor ensinou e o processo alcance resultado.
A ação eficaz do controle envolve as seguintes atividades:
a) A sondagem ou prognóstico: É o levantamento das condições concretas dos alunos ao iniciar o processo (capacidades, carências) e prognóstico de como ele poderá ser realizado.
b)Manejo de classe ou direção de classe: Supervisão e controle do professor sobre os alunos para criar um ambiente que seja propício à aprendizagem.
c) Diagnóstico e retificação: O professor estuda as causas da aprendizagem eficiente (diagnóstico) e isto servirá como base para a seleção e o emprego de medidas que possam dar maior e melhor assistência ao aluno, podendo assim retificar a aprendizagem sempre que necessário.
d) Verificação e avaliação: É o uso de recursos e técnicas que possibilitam a avaliar o grau de resultados segundos os objetivos propostos no planejamento e avaliação do rendimento escolar ao longo do processo de ensino aprendizagem. Rendimento escolar são todas as transformações que se opera no pensamento, na linguagem, nas ações do aluno e em suas atitudes perante problemas e situações novas que lhes são apresentadas.
As etapas do ciclo docente se integram e se repetem periodicamente, na medida em que o trabalho do professor se desenvolve. Por este motivo o trabalho docente é considerado um ciclo.

Fonte: ZÓBOLI, Graziela. Práticas de Ensino Subsídios para atividades docente, Editora Ática, 2002.

Nenhum comentário:

Postar um comentário